Casa Oásis

Casa Oásis

 

Localização: Setor de Mansões do Park Way, Brasília-DF

Área: 700 m²

Projeto: 2012

Construção: 2015

Autores: Filipe Monte Serrat e Camilo de Lannoy

Colaboradores: Manuela Dantas, Silvana Moraes e Carolina Dumay

Obra: Construtora Nacional

Fotos: Joana França

Localizada em um terreno de 2500m2, em um pequeno condomínio fechado de 8 lotes, este projeto teve como uma de suas premissas se integrar a vizinhança mantendo, no entanto, a privacidade e o convivio intenso dos moradores. Para isso foi proposto uma praça  que interligasse o conjunto de 3 volumes que compõe o partido: a leste os quartos, a oeste a churrasqueira, ao norte a sala e ao sul a praça que se abre sobre a mata do cerrado constituída por uma área verde com outros 2500m2.

Predominantemente térrea, a construção tem um mezanino transformado em sala de televisão do qual se pode vizualizar a rua, a piscina e a sala de estar com pé direito dobrado. Para que este volume central estabelecesse uma relação com os blocos laterais foi concebida uma cobertura com grandes balanços que assumem um protagonismo importante, destacando o forro de madeira laminada e o acabamento com perfis metálicos. À estes materiais juntam-se as pedras de mármore bruto revestindo a torre da escada e caixa d`água, os grandes brises de madeira, a lâmina d`água espelhada pelo fundo preto e o verde preponderante do paisagismo. Estes elementos acabam definindo, para aqueles que tem a percepção externa da casa, um objeto arquitetônico com seus significantes específicos.

Uma vez dentro da casa, os objetivos são modificados e o que se torna relevante passa a ser a interação entre os diferentes ambientes. A sala se abre sobre a piscina que se integra à churrasqueira interligada à cozinha. Do estar íntimo dos quartos pode se passar para a praça e, dali, interagir com a varanda do mezanino. Já não são mais os elementos construídos que importam, mas o ambiente proporcionado pela falta destes.

Define-se assim o espaço do convívio – o refúgio, contrapondo a área da rua como lugar “de ver” ao da praça como o lugar de viver.

Casa Oásis

Casa Oásis

Casa Oásis

Casa Oásis

Casa Oásis

Casa Oásis

Casa Oásis

Casa Oásis

Casa Oásis

Casa Oásis

Casa Oásis

Casa Oásis

Casa Oásis

Casa Oásis